O presidente do Consórcio Nordeste, Welligton Dias, esteve em reunião com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, na noite dessa terça-feira (20), em Brasília, onde solicitou a inclusão das 37 milhões de doses da vacina russa Sputnik V, que foram custeadas pelos estados nordestinos, no Plano Nacional de Imunização (PNI).

Na pauta, os chefes de Executivo estadual, representados pelo governador do Piauí, formalizaram um contrato de repasse dessas doses para acelerar o processo de imunização no país. Outra pauta estabelecida pelos governadores e discuta durante a reunião foi o planejamento para as próximas fases de vacinação no Brasil.

“É urgente que o nosso país acelere a campanha, sempre em busca de mais vacinas para os brasileiros”, afirmou Wellington Dias.

Entenda

João Azevêdo e outros oito governadores do Nordeste solicitaram autorização excepcional para importação e distribuição da vacina russa à Anvisa no início de abril. Nesta segunda-feira (19), o Supremo Tribunal Federal (STF) autorizou os Estados a importar e distribuir doses se a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) não oficializar uma resposta à solicitação dos governadores.

Os governadores assinaram contrato que permite a compra direta da Sputnik V em 19 de março. A negociação faz parte do acordo feito pelo Consórcio Nordeste, grupo formado pelos nove estados da região, que fechou, em 12 de março, a compra dos 37 milhões de doses da vacina russa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

sete + 11 =