O governador do distrito venezuelado de Caracas, Darío Vivas, de 70 anos, morreu nesta quinta-feira (13), de covid-19. A informação foi publicada por autoridades do país, no Twitter.

Vivas publicou na rede social, no dia 22 de julho, que testou positivo para o novo coronavírus e estava entrando em isolamento.

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro lamentou: “Uma imensa tristeza embarga nosso coração pela partida física de um grande irmão da vida, Darío Vivas. Um revolucionário a toda prova que esteve à frente de mil batalhas e lutas junto ao povo. Um grande abraço a seus familiares e amigos”, tweetou.

Vivas é a primeira autoridade da Venezuela a morrer pelo vírus, embora vários tenham testado positivo. O ministro do Petróleo, Tareck El Aissami, disse na quarta-feira (12) que havia se recuperado, um mês depois de ter sido infectado, enquanto o vice-presidente do Partido Socialista, Diosdado Cabello, está em tratamento.

A Venezuela havia notificado 29.088 casos da covid-19 até quarta-feira, com 247 mortes. Os números estão entre os mais baixos dos países da América do Sul, mas médicos e políticos de oposição dizem que os números reais devem ser muito mais altos devido aos atrasos nos testes, citando dados de funcionários da saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 + 19 =