Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Dezenas de noivas foram vítimas de golpe por uma empresa de buffet, em João Pessoa. Após o pagamento do contrato, elas tiveram suas festas canceladas sem previsão de quando serão ressarcidas pelo valor investido.

As noivas prejudicadas denunciaram não só o cancelamento das festas, mas a queda na qualidade do serviço e falta de comunicação da empresa sobre o cumprimento ou não dos contratos assinados.

Gracielle Alves, uma das noivas afetadas pela empresa, está com o casamento marcado para 10 de dezembro. Totalmente quitado desde o ano passado, faltando menos de um mês para o casamento, a festa foi cancelada e o contrato rescindido sem que lhe fosse dada a previsão de devolução sobre o valor pago a ser ressarcido. “Nosso casamento está às portas e não recebemos resposta”, diz Graciele.

Já Jessica Suellen, que fechou o pacote diamante com a empresa, onde incluía buffet, espaço, mesa de drinks, barril de chopp e decoração completa, tentou entrar em contato com a proprietária, há poucos dias para seu casamento, para os ajustes finais. No entanto, ela não obteve respostas. O contrato também foi rescindido e ela não recebeu o dinheiro de volta. “Eu fui até o espaço do serviço, fiquei algumas horas tentando encontrar alguém para sanar minhas dúvidas, mas ninguém me atendeu”, diz Jéssica.

Aparecida dos Santos também ficou sem resposta. Ela estava com o casamento marcado para o dia 13 deste mês, mas precisou adiar. Quando entrou em contato com a proprietária para remarcar o casamento, “ela sempre colocou dificuldades, dizia que estava em reuniões ou que não tinha mais disponibilidade esse ano”. Aparecida pagou o valor integral solicitado pela empresa, mas não teve mais nenhuma resposta.

Sem contato com a empresa, nem com os advogados responsáveis, as noivas prestaram Boletim de Ocorrência da Polícia Civil e procuraram o Procon-JP.

A empresa acusada de não cumprir os contratos é a D & D Buffet, que fica no bairro Jardim Cidade Universitária, em João Pessoa. A imprensa tentou entrar em contato com a empresa, mas o contato telefônico, que consta na página oficial, estava desligado. Além disso, também ligou para o escritório de advocacia, que estaria atendendo os noivos, mas não teve o telefonema atendido.

Vizinhos do local relataram que há cerca de uma semana vários móveis e materiais foram retirados do espaço durante a madrugada, e nenhuma festa foi realizada desde então.

 

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

15 − dez =