A TV Globo formalizou uma proposta que será levada esta semana ao âncora do Jornal Nacional, William Bonner. A emissora irá oferecer essa semana a proposta salarial de R$ 1,8 milhão para que o jornalista renove seu contrato antes do início da cobertura da campanha eleitoral.

A família Marinho informou aos executivos responsáveis pela negociação a abertura de R$ 86 milhões no caixa que podem ser destinados ao apresentador nos próximos quatro anos.
Os executivos da família Marinho precisam convencer o jornalista a renovar pela terceira vez o contrato depois que Bonner deixou claro o interesse em se aposentar após completar esse ano 35 anos de trabalho na empresa, destes 25 inteiramente didicados ao Jornal Nacional.

De acordo com a reunião realizada na última sexta-feira (30), além do super salário a emissora vai oferecer para Bonner outros tipos de regalias. Um dos pontos discutidos é que o apresentador, caso aceite desistir da aposentadoria, poderá solicitar folgas sempre quando necessitar de repouso ou sentir “estafas” em deocrrência do trabalho, como vem ocorrendo recentemente.

Ainda segundo os executivos, a carga de trabalho do âncora do principal telejornal da casa deverá ser reduzida. Hoje Bonner cumpre cerca de 12 horas de trabalho por dia em razão de também ser editor do Jornal Nacional. Além disso, Bonner terá férias prolongadas no ano que poderão chegar até dois meses, que serão divididos em períodos diferente ao ano, e poderá ainda ter uma folga por semana trabalhando de segunda a sexta-feira.

Bonner pediu para deixar o JN

Âncora do Jornal Nacional, William Bonner foi a diração da TV Globo na semana passada questionar se a emissora já conseguiu planejar um substituto para que ela possa deixar o principal telejornal da casa a partir de abril de 2022, data que será anunciada a nova programação da emissora. O jornalista completou 35 anos de emissora. Destes, 25 anos são dedicados somente ao Jornal Nacional.

Esta não é a primeira vez que Bonner pede pra sair da atração. Ele já renovou duas vezes seu contrato a pedido da emissora, que vem nos últimos anos tentando convencer o apresentador a desistir da ideia. Em sua última renovação, o âncora cobrou que fosse colocado em seu contrato que após 18 meses nada mais o prenderia à emissora.

A última renovação, inclusive, foi acertado com base em uma salário de R$ 800 mil para que ele aceitasse permanecer no cargo.
De acordo com fontes useguras do executivo da empresa, o jornalista foi à direção da Globo mais uma vez avisar que tem a intenção de deixar o Jornal Nacional no ano que vem, se possível antes de março.

O executivo da emissora ainda tenta convencer o apresentador a desistir da ideia. Com 57 anos, a emissora pediu a Bonner mais uma vez que reconsidere a decisão. A emissora pediu a Bonner que aceite uma última renovação contratual até 2025, entretando o jornalista ainda não deu uma resposta à emissora.

De acordo com informações exclusivas deste colunista, a TV Globo informou ao apresentador que enfrenta grandes mudanças na emissora aos finais de semana com a saída de Fusto Silva, e por isso pediu paciência ao jornalista para que mais um grande nome não impacte outra grande transformação em sua grade de programação em 2022.

A última vez que Bonner havia afirmado sua saída da emissora ao executivo da casa foi em janeiro deste ano. Na ocasião, foi acertado que o apresentador sairia da atração em agosto de 2022. Entretanto, William Bonner teria pedido para antecipar sua saída em abril de 2022, pois sua vontade seria deixar a casa antes do início da cobertura das eleições presidenciais.

Mudanças na Globo com nova política de promoção pessoal

A emissora marcou uma reunião entre o corpo executivo para discutir um novo modelod e gestão que resultará em despersonificar grandes nomes da casa, tanto no entretenimento quanto no jornalismo. Após a saída de Fausto Silva, o executivo compreendeu que apresentadores estavam sendo maiores que os próprios produtos que apresentavam, e por isso a escolha de manter nomes como “Domingão” e “Caldeirão” sem associação agora a nomes da casa.

De acordo com uma fonte do executivo da emissora, a Globo vem enfrentando dificuldades para substituir apresentadores já consagrados da casa, como Ana Maria Braga, justamente porque o público os consideram maiores do que os próprios programas, e sem eles o produto televisivo já não funcionaria mais, a exemplo do Mais Você.

Para pessoas próximas, William Bonner confidenciou que pretende se mudar para Portugal e desenvolver novos projetos na internet, onde mantem um grande público cativo de seguidores. Ele estaria cansado e tem sentido a pressão por ser o principal porta voz político da emissora. “Amado por uns, odiado por outros”, teria dito o jornalista a um amigo.

O apresentador tem trabalhado 12 horas por dia e desde o início da pandemia vem enfrentando um pesado ritmo de trabalho, que se na verdade se tornou ainda mais pesado com o contexto político que o país atravessa. Nessa última conversa com o executivo da Globo, a emissora informou a Bonner sobre a dificuldade para substituí-lo e citou que Evarisco Costa e Donny De Nucci eram os nomes que a emissora estava construindo no passado para essa substituição, mas que por uma série de fatores não obteve sucesso.

A Globo aguarda agora ansiosa um retorno do âncora sobre sua permanência após o primeiro semestre de 2022. Conforme este colunista já informou, o apresentador ainda nção se manifestou sobre a possibilidade de aceitar a sua renovação contratual até 2025.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × 3 =