Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Após perder a ação que movia contra Antonia Fontenelle por xenofobia e racismo, a atriz Giselle Itié abriu um novo processo contra a viúva de Marcos Paulo. Desta vez, a apresentadora é processada por danos morais.

O caso não é isolado, já que, o delegado Marcelo Antas Falcone, da Polícia Civil da Paraíba, indiciou a atriz e youtuber na Lei do Racismo, após conclusão das investigações sobre comentários xenofóbicos feitos sobre o DJ Ivis, em agosto deste ano.

O artista apareceu em vídeos agredindo a ex-esposa, Pamela Hollanda, e, nas redes sociais, Fontenelle fez diversos comentários preconceituoso generalizados, direcionados aos paraibanos.

No novo processo, Giselle pede uma indenização por ofensa, já que Fontenelle, ao saber que a atriz havia sofrido assédio de um diretor de novelas aos 23 anos, afirmou que Itié deveria voltar para seu país. “Volta para o seu país, é o melhor que você faz”, postou Antonia, na ocasião.

Giselle nasceu no México e classificou o episódio como xenofobia e racismo.

Fontenelle ainda fez outras declarações sobre o episódio, gerando um mal-estar em Itié. Em seu canal no YouTube, Antonia falou sobre o novo processo. “Giselle Itiê não desistiu da ação. Ela entrou com processo por danos morais, pedindo dinheiro. Não sei se ela pediu segredo de Justiça, mas não estou a fim de fazer segredo com uma coisa absurda dessas”, disse.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 − nove =