O ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Gilmar Mendes, acatou na tarde desta terça-feira (28), o recurso do ex-governador da Paraíba, Ricardo Coutinho, e declarou que cabe à Justiça Eleitoral julgar um dos processos em que o petista é réu no âmbito da Operação Calvário.

Recentemente, o Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba (TRE-PB) havia declinado da competência para julgar o processo, por, segundo os magistrados, se tratar de acusação de organização criminosa. Na avaliação da subprocuradora-geral da República Cláudia Marques, o pedido do ex-governador não merece ser provido, pois a denúncia contra Coutinho não trouxe novos fatos que configurem crimes eleitorais.

A decisão de Gilmar vai de encontro à manifestação da Procuradoria-Geral da República (PGR), que declinou a opinião pela competência do Tribunal de Justiça da Paraíba para julgar a ação. “Esclareço que o juízo competente deverá se manifestar sobre a convalidação dos atos decisórios praticados pelo juízo incompetente, inclusive sobre o recebimento da denúncia”, diz trecho.

tanaarea

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

onze + dezessete =