O preço médio do litro da gasolina ultrapassou a barreira dos R$ 6,00 nesta segunda-feira (06). Trata-se do maior valor da série histórica do Brasil, desde que começou a ser feita pela Agência Nacional do Petróleo – ANP, em 2013. Os sucessivos aumentos anunciados pelo governo desde janeiro deste ano já ultrapassam a marca dos 41% de reajuste.

Em pelo menos três estados, o litro da gasolina já está sendo vendido, em alguns postos, acima de R$ 7,00: O Rio Grande do Sul tem a gasolina mais cara do país, podendo ser encontrada por até R$ 7,19 o litro; no Acre a gasolina pode custar até R$ 7,13 o litro; e o Rio de Janeiro, estado do presidente da República, Jair Bolsonaro, está em terceiro lugar no ranking da gasolina mais cara, podendo ser encontrada por até  R$ 7,05 o litro.

Foto: José Cruz/Agência Brasil

No caso do valor médio cobrado nos postos, o ranking dos estados apresenta em 1º lugar os estados do o Piauí e Rio de Janeiro, com o valor de R$ 6,49 o litro; seguidos do Acre, com valor médio de R$ 6,48; Goiás, com R$ 6,34 e Rio Grande do Sul, com R$ 6,30 (segundo levantamento da ANP).

Segundo especialistas, os motivos que levaram o governo a anunciar sucessivos reajustes nos preços dos combustíveis este ano, sobretudo no caso da gasolina, foram: a alta do dólar, a alta no preço do barril de petróleo e a dinâmica do mercado internacional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze + dezessete =