Os locais que foram alvos da Operação Calvário já estavam sendo monitorados há meses pela equipe de investigação do Gaeco, conforme informações exclusivas apuradas pelo ClickPB. Mais duas novas fases da Operação Calvário foram deflagradas na manhã desta quinta-feira (04) em João Pessoa, Campina Grande, Cabedelo e Taperoá.

As movimentações, visitas e a própria rotina que a casa do empresário Pietro Harley, no bairro de Camboinha II, em Cabedelo, estavam sendo vigiadas para levantar dados materiais para a investigação. O ClickPB recebeu uma foto exclusiva da residência que foi feita há alguns meses, sem confirmação da data exata. É possível observar uma rotina normal, inclusive com pessoas tomando banho em uma piscina.

Também era comum a presença de políticos e jornalistas na residência, de acordo com os registros feitos durante a operação.

As duas fases da Operação Calvário deflagradas nesta quinta-feira (04) cumprem três mandados de prisão e 26 mandados de busca e apreensão. Estão sendo investigadas várias fraudes relacionadas à Secretaria de Educação da Paraíba na época em que Ricardo Coutinho era o governador do Estado.

A operação foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público da Paraíba (GAECO/MPPB), em parceria com a Controladoria-Geral da União (CGU), os Grupos de Atuação Especial Contra o Crime Organizado do Ministério Público Federal (GAECO/MPF), do Distrito Federal (GAECO/DF), de Santa Catarina (GAECO/SC) e de São Paulo (GAECO/SP), o Tribunal de Contas da Paraíba (TCE/PB), a Secretaria de Estado da Fazenda da Paraíba (SEFAZ/PB), e as Polícias Civil e Militar da Paraíba.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 × um =