A Polícia Civil da Paraíba com apoio da Polícia Militar, da Secretaria de Administração Penitenciária e do Gaeco/MPPB, deflagrou no início da manhã desta quinta-feira (13), uma operação contra crimes de latrocínio, na Paraíba. A Operação Latrol cumpre 44 mandados judiciais expedidos pela Vara de Entorpecentes da Comarca da Capital.

O objetivo da operação é identificar os integrantes de Organização Criminosa cuja atuação abrange os delitos de Tráfico de Drogas, Assaltos e Lavagem de Dinheiro.

As forças de segurança, coordenadas pela Delegacia de Combate à Corrupção – DECCOR e pela Coordenação de Inteligência da SESDS, ficaram responsáveis pelo cumprimento de 16 mandados de Prisão Temporária e 28 de Busca e Apreensão, concentradas na capital paraibana e no município de Pilar.

Ao final da Operação Latrol os presos serão encaminhados à Central de Polícia da Capital, onde ficarão custodiados à disposição da Justiça paraibana, e serão ouvidos na DECCOR durante o decorrer das investigações.

O delegado Allan Terruel deverá conceder entrevista coletiva às 10h desta quinta-feira  (13), na Central de Polícia de João Pessoa para fazer um balanço e esclarecer informações sobre a Operação Latrol, que está acontecendo desde as primeiras de hoje em João Pessoa e Pilar.

O nome da operação é menção ao líder da Organização Criminosa conhecido por “Latrol” – referência a Latrocínio: crimes caracterizados por assaltos seguidos de assassinatos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro + nove =