Bloco Principal

Funjope promove evento com fotógrafo João Lobo na Academia Paraibana de Letras

 

A Fundação Cultural de João Pessoa (Funjope) convidou o artista paraibano João Lobo para ministrar a palestra ‘Fotografia Expandida: processos de criação, tecnologias e portfólios’. O encontro acontece nesta terça-feira (28), a partir das 17h, na Academia Paraibana de Letras (APL). A apresentação e mediação do debate serão feitas pelo escritor Hélder Moura, membro da APL.

“Acolhemos o projeto do João Lobo como uma mostra significativa do trabalho dos fotógrafos paraibanos. Ele tem uma rica história com a fotografia de alcance nacional e internacional e nós não poderíamos deixar de recebê-lo aqui em João Pessoa, já que ele está fazendo um roteiro de debates e demonstrações das suas ideias e da relação entre tecnologia e fotografia”, declarou o diretor executivo da Funjope, Marcus Alves.

Ele considera este um tema extremamente atual. “Hoje não é possível você imaginar a fotografia sem o suporte tecnológico. A fotografia, ao longo da história, foi ganhando contornos diferentes e é importante marcarmos esse momento que estamos vivendo”, pontuou.

Lobo propõe um diálogo entre a memória, contemporaneidade e o processo criativo das suas duas produções apresentadas recentemente no museu de História Natural e da Ciência de Lisboa, em Portugal. Ele já está com data agendada para o Museu de Antropologia de Madri.

“Esse convite de Marcus Alves foi uma grande honra, já que sou paraibano e respirar esse ar com meus amigos, reencontrar pessoas que fazem parte da minha história de vida profissional é um imenso prazer. Agradeço demais a Funjope e, sobretudo, a João Pessoa que foi quem me deu tudo”, disse o fotógrafo.

As obras – O evento traz duas importantes produções do fotógrafo. Uma delas é a exposição ‘Índice Itacoatiara Ingá’, que apresenta um novo olhar sobre as pinturas rupestres do Sítio Arqueológico Pedra do Ingá, na Paraíba. Pensado em 2004, o projeto reflete sobre os limites da fotografia mediante um diálogo entre o analógico e o digital.

A outra é ‘O Tempo do Movimento’, que amplia concepções visuais e desvincula a fotografia da representação tradicional. Lobo fez as fotos desse projeto em um trem de alta velocidade, com uma câmera preparada para longas exposições.

O artista – João Lobo é artista visual e pesquisador brasileiro. Iniciou seu percurso na década de 1980, promovendo audiovisuais por cidades no interior da Paraíba; trabalhou como fotojornalista para diversos jornais e revistas, depois entrou para a fotografia publicitária em agências de publicidade e editoras do Brasil.

Realizou diversas exposições nacionais e internacionais, produziu e participou de eventos de fotografia como o Parayba Digital. Desde 2011, consolida seu trabalho autoral com a foto minimalista e a pesquisa acadêmica com a fotografia expandida.

  • Texto: Annaline Araújo
    Edição: Cristina Cavalcante
    Fotografia: assessoria

  • Secretarias

    FUNJOPE

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri