Flamengo entra em campo para 90 minutos que podem significar uma das maiores temporadas de sua história. Em caso de título da Libertadores, o ano de 2022 ficará ali no panteão onde já estão 1981 e 2019, com conquistas nacionais e internacionais. Está em jogo também a estratégia traçada por Dorival Júnior, de priorizar as copas para salvar uma temporada que estava condenada quando o treinador substituiu Paulo Sousa, em junho. Para a partida, não há problemas de lesão ou suspensão.

Athletico chega novamente na final de Libertadores após 17 anos e busca o título inédito. Em um ciclo copeiro, o Furacão conquistou a Sul-Americana (2018-2021) e a Copa do Brasil (2019). Com o Brasileiro de 2001, a maior taça continental é a única que falta na galeria de troféus do clube entre os principais torneios do Brasil e da América do Sul. Para o jogo, Felipão tem elenco completo.

Transmissão: Conmebol TV, ESPN e SBT.

O confronto entre os times rubro-negros virou rotina ultimamente. Essa é a nona vez que os clubes se encontram em um mata-mata nos últimos 11 anos. No total, em 14 jogos, foram sete vitórias do Flamengo, cinco empates e duas vitórias do Athletico.

O Mengo conquistou a Copa do Brasil (2013) e Supercopa do Brasil (2020) em cima do rival, além de avançar na competição brasileira nas oitavas (2020) e quartas (2022) e na segunda fase da Sul-Americana (2011). Já o Furacão passou pelo time carioca na semifinal da Primeira Liga (2016) e nas quartas (2019) e semifinal (2021) da Copa do Brasil.

Escalações prováveis

 

Flamengo: Dorival Júnior

 

O Flamengo vai para campo com a sua força máxima, o chamado time de Copas. Depois de ficar sem João Gomes na decisão da Copa do Brasil, Dorival Júnior confirmou a escalação que o torcedor acostumou-se a decorar de Santos até Pedro. No banco, Arturo Vidal também está recuperado de pequeno procedimento cirúrgico realizado há uma semana e fica à disposição. O Rubro-Negro carioca chegou ao Equador com 29 jogadores e apenas três baixas por lesão: Rodrigo Caio, Bruno Henrique e Varela.

A escalação tem: Santos, Rodinei, David Luiz, Léo Pereira e Filipe Luís; Thiago Maia, João Gomes, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Pedro e Gabriel.

A provável escalação do Flamengo para enfrentar o Athletico na final da Libertadores — Foto: ge

Desfalques: Rodrigo Caio e Bruno Henrique passaram por cirurgias no joelho recentemente e só voltam a jogar em 2022. Varela sofreu uma lesão muscular na coxa e foi vetado.

Athletico – Técnico: Luiz Felipe Scolari

 

O treinador atleticano mantém mistério na formação inicial, mas pretende reforçar o meio-campo para tentar travar o Fla. Com isso, o time usa um sistema inédito que tem três volantes, um meia e dois atacantes. A dúvida é entre Erick e Hugo Moura como primeiro homem do meio. Felipão ainda tem um plano B que seria a entrada de um zagueiro, como fez nas quartas da Copa do Brasil, para a saída de um jogador ofensivo.

O provável time: Bento; Khellven, Pedro Henrique, Thiago Heleno e Abner; Erick (Hugo Moura), Fernandinho, Alex Santana e David Terans; Vitinho e Pablo.

 

Provável Athletico x Flamengo na final da Libertadores — Foto: ge

Provável Athletico x Flamengo na final da Libertadores — Foto: ge

Desfalques: Julimar, Reinaldo e Marcelo Cirino (departamento médico).

Arbitragem

 

  • Árbitro: Patricio Loustau (ARG)
  • Assistentes: Diego Bonfá (ARG) e Ezequiel Brailovsky (ARG)
  • Quarto árbitro: Facundo Telles (ARG)
  • VAR: Mauro Vigiliano (ARG)

ge

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 + dezenove =