Bloco PrincipalBrasil

Fiscal que impediu liberação das joias de Bolsonaro participou da série ‘Aeroporto: Área Restrita’

O delegado da Alfândega da Receita Federal do Aeroporto de Guarulhos, Mario de Marco Rodrigues Sousa, um dos servidores que impediram a liberação das joias trazidas de forma irregular pelo governo Bolsonaro, fez parte do elenco da série “Aeroporto: Área Restrita”, da Discovery.

A série acompanha a rotina dos agentes da Receita Federal no Aeroporto de Guarulhos, o maior da América Latina. O programa ganhou mais repercussão após o youtuber Casimiro fazer vídeos reagindo às cenas dos episódios.

Em um dos episódios, chamado de “Cartão Vermelho”, na segunda temporada, De Marco, como é chamado da Receita, é acompanhado durante a rotina do controle aduaneiro. “A gente trabalha muito com inteligência”, diz na série. “Então, a gente pesquisa os passageiros que estão embarcando, desembarcando, pesquiso histórico, pesquiso os voos.”

“A gente faz a seleção de todos os passageiros. Eles passam no aparelho de raio-x. Você traz ele para a vistoria direto caso você tenha dúvida ou caso você tenha razoável certeza de que seria algo que não possa.”

No episódio, ele impede que uma passageira entre no país com brinquedos proibidos e celulares irregulares. As quatro temporadas do programa estão disponíveis na Discovery+ e no Prime Video.

As joias eram presentes do governo da Arábia Saudita para a então primeira-dama, Michelle Bolsonaro. A informação foi publicada pelo jornal “O Estado de S. Paulo” e confirmada pela TV Globo.

Joias dadas pelo governo da Arábia Saudita a Michelle Bolsonaro — Foto: Wilton Júnior/ Estadão

Joias dadas pelo governo da Arábia Saudita a Michelle Bolsonaro — Foto: Wilton Júnior/ Estadão

As peças foram dadas à comitiva brasileira em outubro de 2021, quando uma equipe do ex-presidente Bolsonaro fez viagem oficial para a Arábia Saudita.

O momento em que as joias foram encontradas

No dia 26 daquele mês, um avião com integrantes da comitiva brasileira, voltando do Oriente Médio, pousou no aeroporto de Guarulhos.

Entre os passageiros do avião estava Marcos André dos Santos Soeiro, assessor do ex-ministro de Minas e Energia Bento Albuquerque.

As joias para Michelle estavam na mochila de Marcos André.

Quando ele passou pela alfândega, a Receita pediu para o assessor colocar a mochila no raio-x. Em seguida, agentes da Receita decidiram revistar a mochila. Foi quando encontraram as joias.

Os fiscais retiveram os objetos preciosos. Isso porque a lei determina que:

  • para entrar no país com mercadorias acima de R$ 1 mil, o passageiro precisa pagar imposto de importação equivalente a 50% do valor do produto
  • quando o passageiro omite o item — como foi o caso do assessor do governo — tem que pagar ainda uma multa adicional de 25% do valor

G1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri