A tradicional festa de Iemanjá realizada pelos adeptos de religiões de matrizes africanas em João Pessoa há mais de 54 anos foi cancelada por conta da pandemia do novo coronavírus. Em nota publicada pela presidente da Federação dos Cultos Afro-brasileiros da Paraíba (Fecuabra-PB), mãe Penha de Iemanjá, ela explica que a decisão respeita o cenário de pandemia e visa evitar a contaminação.

“Orientamos aos templos religiosos e fiéis que desejem fazer suas oferendas para a Rainha do Mar que façam tomando todas as precauções. Que no dia 8 de dezembro acendamos nossas velas e façamos uma corrente de oração pela saúde de todos”, diz o comunicado.

Ainda segundo ela, quem desejar realizar suas oferendas, deve tomar as precauções sanitárias necessárias. “Os templos religiosos e os fiéis que desejem fazer suas oferendas para a Rainha do Mar, que façam tomando todas as precauções. Que no dia 8 acendamos nossas velas e façamos uma corrente de oração pela saúde de todos e todas!”, explica no comunicado.

Iemanjá é uma divindade africana e que possui caráter sincrético e reúne atributos de outros orixás femininos no Brasil. Durante o período de escravidão, a religião afro era perseguida e os escravos eram proibidos de manifestarem suas crenças nas senzalas, tendo que disfarçar por santos católicos, motivo pelo qual se relaciona a data com o dia de Nossa Senhora da Conceição.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

9 − 8 =