A Polícia Civil da Paraíba, através da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa (DCCPES) da Capital, já iniciou os trabalhos de apuração dos fatos referentes ao caso de uma criança que caiu do 22º andar de um prédio em João Pessoa na madrugada de sábado (22), mas o caso está em fase preliminar de coleta de dados.

“Já foram solicitadas as perícias necessárias e as imagens de câmeras de segurança, mas esses dados ainda precisam ser analisados com cautela e testemunhas serão arroladas ao inquérito. Esse é um trabalho que demanda tempo, pois temos que analisar cada informação com cuidado” disse a delegada Flávia Assad, titular da Delegacia de Crimes Contra a Pessoa da Capital.

A partir desta semana a família vai ser ouvida pela Polícia. “Já sabemos que havia pessoas da família dentro do apartamento, porém essas pessoas ainda não foram ouvidas”, argumentou Flávia Assad.

Entenda o caso

Uma menina de nove anos caiu do 22º andar de um prédio na madrugada de sábado (22), na Avenida Mato Grosso, no bairro dos Estados, em João Pessoa.

As informações preliminares dão conta de que o corpo da criança foi removido do local da queda e levado para dentro do apartamento pelo pai, alegando que não queria que o corpo da filha ficasse exposto.

O corpo da criança foi levado para o Instituto de Polícia Científica de João Pessoa e a Polícia Civil requisitou as perícias necessárias, bem como imagens de câmeras de segurança do prédio. Familiares deverão ser ouvidos a partir desta semana.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

um × quatro =