O deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP) teve sua conta do Facebook suspensa temporariamente por após ter publicado frases supostamente ditas por Adolf Hitler. O deputado vai recorrer na Justiça do Distrito Federal pelo direito de normalizar. As informações são da coluna “Ancelmo Gois”, do jornal O Globo.

Desde 14 de julho, a página de Eduardo Bolsonaro na rede social está impedida de postar e comentar posts dos outros. Este “gancho” do Facebook, imposto à página do deputado, tem duração de 30 dias. Ainda segundo o jornalista, Eduardo argumenta que não teve direito à defesa e solicita que uma liminar na Justiça para remover as restrições de seu perfil.

Não é a primeira vez que Eduardo tem sua conta suspensa na rede social. Em junho, após publicar um vídeo de seu pai, o presidente Jair Bolsonaro, dizendo que metade das mortes ocorridas por Covid-19 no Brasil não ocorreram por causa da doença, o deputado teve sua conta suspensa por 7 dias. A informação publicada foi desmentida pelo presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quinze − 7 =