O secretário de Saúde de João Pessoa, Fábio Rocha, disse que  vereadores da Câmara municipal querem atropelar o Plano Nacional de Imunização ao aprovar requerimento para inclusão de padres e pastores na lista de prioridade para a vacinação contra Covid-19.

Segundo Fábio Rocha, ‘o plano nacional não diz que padre e pastor está na lista de prioridade. Isso é tudo invenção de quem quer atropelar o plano.  Eu acho que tem outras prioridades na frente”, explicou

A lista de pedidos de prioridade tem sido grande, todos os dias novas categorias defendem o avanço na vacinação para profissionais de diversas áreas.  Na manhã de hoje, os vereadores da capital aprovaram requerimento que pede a Secretaria de saúde que vacine com prioridade padres contra Covid-19. O requerimento foi apresentado pelo vereador Coronel Sobreira (MDB) e destacou que o papel dos religiosos nesse período de pandemia.

Outro pedido apresentado na Casa, foi do vereador Marmuthe Cavalcante (PSL) que apresentou projeto de lei para que pessoas que auxiliam nos cuidados e bem-estar de pessoas com deficiência intelectual também sejam vacinadas com prioridade. O projeto pede que a imunização seja prioritária também aos genitores, tutores, cuidadores, técnicos de enfermagem e enfermeiros que lidam com esse segmento.

Segundo Fábio Rocha, o PNI não pode virar lista de prioridade. Por isso, na próxima quinta-feira (20) deve acontecer uma reunião nacional com secretários de saúde de todo país, na tentativa de colocar um fim a essa guerra de categorias por vacinas. “Vamos nos reunir para acabar com esses pedidos de várias categorias de mostrar que deve estar na prioridade, que tem preferência em detrimento de outras. Se toda categoria for mostrar os seus motivos para ser prioritário acabou-se o plano, que elenca prioridade de acordo com características.”, explica.

https://i1.wp.com/schoenstatt.org.br/wp-content/uploads/2018/09/joao-pessoa.jpg?w=700&ssl=1

Ainda sobre a vacinação de líderes religiosos, como padres e pastores, Fábio Rocha disse que os idosos e com comorbidades já foram vacinados e que não pode abrir para outras idades. Ele ainda lembrou que esses líderes que pedem vacinação, muitas vezes coordenam aglomerações em igrejas.

A prefeitura de João Pessoa continua imunização contra a covid-19, vacinando os profissionais de educação, com a primeira dose da vacina, nos trabalhadores de educação do ensino infantil ao fundamental (que atuem em estabelecimentos da Capital e sejam residentes no município) e nas pessoas com deficiência que tenham 18 anos ou mais. Também segue a aplicação da segunda dose da Coronavac (Butantan) e da Astrazeneca (Fiocruz).
A vacinação da primeira dose dos trabalhadores de educação acontecerá nos postos de drive thru no Santuário Mãe Rainha (Aeroclube) e Mangabeira Shopping, das 9h às 15h; além dos postos instalados em 15 ginásios distribuídos pela cidade, das 8h às 12h. Para as pessoas com deficiência, será no Instituto dos Cegos da Paraíba, também das 8h às 12h.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 − quatro =