SÃO PAULO, SP (UOL-FOLHAPRESS) — O ex-zagueiro Christoph Metzelder, que passou pelo Real Madrid no fim dos anos 2000, confessou no tribunal de Düsseldorf ter compartilhado arquivos de pornografia infantil. As informações são do Bild.

Vice-campeão da Copa do Mundo de 2002 pela Alemanha, o ex-jogador, hoje com 40 anos, era investigado desde 2019. O motivo era a divulgação de arquivos que mostravam graves abusos sexuais e estupros de crianças para três pessoas no WhatsApp.

Durante a sessão, ele chegou a chorar e admitiu, segundo o jornal, que possuía cerca de 300 conteúdos pedófilos em seu celular.

“Nessas conversas troquei fantasias extremas. Nunca estive em fóruns ou na deepweb, mas minha culpa continua”, disse Metzelder no tribunal.

“Eu conheço o sofrimento indescritível por trás de cada uma dessas fotos. Aceito a punição e peço perdão em nome de todas as vítimas de violência sexual. Eu sei que estou deixando uma ferida que pode nunca cicatrizar”, prosseguiu o alemão, ainda de acordo com o Bild.

Aposentado dos gramados desde 2014, Metzelder atuava como comentarista esportivo na Sky Sport, da Alemanha, até o momento em que passou a ser investigado. Durante este período, ele criou uma fundação infantil que visava combater o abuso contra crianças.

A pena prevista pelo tribunal local em relação a confissões do tipo é de dez a 12 meses de liberdade condicional — há novas audiências sobre o caso marcadas para o mês que vem.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

4 + treze =