Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

A Energisa realizou um alerta para riscos de ligações clandestinas em casas da Paraíba. As chamadas ligações clandestinas, o popular “gato” e ligações improvisadas de energia põem em risco a segurança da população, já que os desvios não atendem os padrões de fornecimento, podendo ocasionar o rompimento de cabos, curtos-circuitos e até mesmo incêndios.

“Infelizmente temos visto notícias frequentes de acidentes com a comunidade, ao tentar fazer esse tipo de ligação. Normalmente, quem pratica esse ato não tem conhecimento sobre eletricidade e nem utiliza os equipamentos de proteção necessários para trabalhar com a rede energizada. As equipes técnicas da Energisa passam por treinamentos específicos para mexer na rede elétrica com segurança”, alerta o gerente comercial da Energisa, Felipe Costa.

Quem se submete a fazer um ligamento clandestino está correndo um grande risco de causar sua própria morte ou a de outras pessoas. Isso porque, além das consequências já citadas, as instalações elétricas também podem causar choques e descargas elétricas graves.

Felipe reforça, ainda, que as ligações irregulares comprometem a qualidade do fornecimento, o que pode provocar sobrecarga no sistema elétrico, ocasionando oscilação e a falta de energia na região. A população também pode sofrer com danos aos equipamentos elétricos devido à queda na qualidade da energia.

As ligações irregulares prejudicam o sistema elétrico e impactam no aumento da conta de luz. Com isso, todos os clientes acabam pagando por essa energia desviada. Apenas em 2021, mais de R$ 51,167 milhões de quilowatt-hora de energia, totalizando R$ 32 milhões, foram recuperados pela Energisa. O montante seria suficiente para abastecer todo o consumo residencial da cidade de Cabedelo, por um período de 8 meses.

Felipe acrescenta ainda que a empresa está aberta a negociações de débitos após a regularização da ligação de energia. “Estamos sensíveis a este momento e temos feito todo o possível para que os clientes regularizem sua ligação de energia e coloquem em dia os seus débitos”, explicou.

Para negociar, os clientes podem optar por um dos canais digitais disponíveis de sua preferência. Para negociar pela GISA – (083) 99135-5540, assistente virtual disponível 24 horas por dia pelo WhatsApp, é só escrever a palavra Parcelamento e dar início à conversa. Se preferir pelo site, basta acessar a Agência Virtual em https://www.energisa.com.br/paginas/login.aspx, realizar o cadastro e selecionar a opção ‘Negociar Dívida’. No APP Energisa On, só clicar no ícone Parcelamento. Outra facilidade é o pagamento de faturas de energia por Pix, que já está disponível para todos os clientes.

Caso suspeite desse tipo de prática, o cliente pode denunciar de forma anônima. A denúncia pode ser feita pelo Call Center 0800 083 0196 (ligação gratuita), em uma das agências de atendimento, na Gisa (opção 15), ou no site da Energisa, pelo link https://energisa.com.br/paginas/servicos-online/autoatendimento/denuncie-furto-de-energia.aspx

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − dezessete =