Os empreendedores inscritos no programa de microcrédito social da Prefeitura de João Pessoa, Eu Posso, têm até as 15h da próxima sexta-feira (18) para anexar toda a documentação exigida no edital, bem como os certificados das capacitações obrigatórias. Todo o procedimento deve ser realizado pela internet, através do site. Quem não concluir o cadastro dentro do prazo terá a inscrição indeferida automaticamente.

O Eu Posso é promovido pela Prefeitura, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e Trabalho (Sedest). As inscrições para o presente edital cessaram no último dia 28 de outubro. Ao todo, foram 2.623 empreendedores cadastrados, sendo 2.000 como pessoa física e 623 como pessoa jurídica. Com a inscrição garantida, os proponentes precisam seguir a jornada do empreendedor, conforme determinado no edital.

“O anexo da documentação é uma das etapas obrigatórias. Se ela não for cumprida, os candidatos não avançam na jornada. Exatamente por isso, demos um prazo de três semanas, desde a inscrição, para que os empreendedores pudessem reunir todos os documentos necessários”, explicou Vaulene Rodrigues, secretária de Desenvolvimento Econômico e Trabalho.

Documentação – Quem se inscreveu como pessoa física deve anexar documento de identidade com foto (RG, CNH ou carteira profissional); comprovante de Situação Cadastral no CPF; comprovante de residência em nome do proponente, dos pais ou do cônjuge (que pode ser de água, energia, telefone, fatura de cartão de crédito de até 90 dias ou contrato de aluguel com firma reconhecida do locador e locatário); certidão negativa municipal; e comprovante de conta bancária cuja titularidade seja do empreendedor e que contenha informações sobre banco, agência, número da conta e nome do titular.

Já os empreendedores inscritos como pessoa jurídica têm que anexar documentos dos sócios pessoa física (no caso de ME) ou do titular (no caso de MEI), conforme a documentação exigida para pessoa física; cartão CNPJ ou certificado de MEI e ME; comprovante do endereço comercial; certidões negativas municipal, estadual e federal; certificado de regularidade do FGTS pessoa jurídica; e comprovante de conta bancária pessoa jurídica que contenha banco, agência, número da conta e nome do titular.

Certificados – Além dos documentos, os inscritos precisam anexar, até o dia 18, os certificados das três capacitações exigidas no edital: “Desenvolvimento Pessoal”, com 4 horas-aula; “Finanças Pessoais”, com 4 horas-aula; e “Gestão de negócios” (Microcrédito Consciente e Identidade Empreendedora), com 5 horas-aula. Todos os cursos são on-line e disponibilizados no site do programa.

“É importante que os empreendedores acompanhem atentamente os conteúdos dos cursos, não simplesmente por serem obrigatórios no edital, mas por serem, de fato, de grande importância para aplicação no dia a dia de seus negócios”, destacou Vaulene Rodrigues.

Etapas – Após o anexo da documentação e dos certificados, os empreendedores aptos continuam a jornada com as etapas do plano de negócios, análise de crédito, entrega de certificado e concessão do crédito. Eles também são assistidos por uma equipe técnica do programa no pós-crédito.

No presente edital, o limite de crédito oferecido para pessoa física é de R$ 6 mil. Já para pessoa jurídica, o teto é de R$ 10 mil. Os valores liberados vão variar mediante análise financeira, score de crédito e aprovação em todas as etapas previstas no processo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dez + 6 =