O Ministério da Saúde vai finalizar, nas próximas horas, a primeira peça publicitária da campanha nacional de vacinação contra a Covid-19.

O Antagonista teve acesso ao roteiro do material, em tese, finalizado — pequenos ajustes ainda poderão ser feitos até a veiculação.

Trata-se de uma propaganda de um minuto em que o governo de Jair Bolsonaro tenta dar um cavalo de pau em sua narrativa da vacina, menosprezada pelo presidente da República até então.

00:05/00:59

O próprio Bolsonaro, aliás, avalizou o texto e pediu à equipe de comunicação do ministro Eduardo Pazuello para incluir no vídeo imagens de militares. O pedido foi prontamente atendido: a peça terá cenas de integrantes das Forças Armadas em operações de logística.

Em determinada momento, o narrador diz que, “com a união de todas as nossas forças”“o Brasil já tem vacina contra a Covid-19, aprovada pela Anvisa” — até aqui, a única vacina distribuída para os estados é a Coronavac, a “vacina chinesa” que Bolsonaro tanto criticou. A vacina de Oxford também já recebeu autorização para uso emergencial, mas não há ainda disponibilidade de doses.

Em outra parte do vídeo, haverá a orientação, veja só, para que a população “continue se protegendo”. Uma das legendas dirá: “Use máscara e lave as mãos com água e sabão”.

A propaganda oficial do governo, depois de tanto negacionismo, mostrará a vacina como parte fundamental para o enfrentamento da pandemia. No fim do vídeo, o Zé Gotinha aparecerá dentro do mapa do Brasil fazendo sinal de positivo.

Não se fala em “tratamento precoce”. Também não há imagens de Bolsonaro oferecendo cloroquina a emas.

Leia a íntegra do texto:

“O Brasil é gigante. E o desafio de vacinar os brasileiros, também.

Um desafio que vai além da saúde. É uma questão humana…

E econômica, pois muita gente depende disso.

Ninguém pode ficar pra trás.

É… mas com a união de todas as nossas forças, o Brasil já tem vacina contra a Covid-19, aprovada pela Anvisa, chegando em todos os cantos do País. E ela é segura, eficaz e de todo o Brasil.

A vacina vai devolver para a Mariana a confiança para ela continuar salvando vidas.

Para o seu Isaías, a sua roda de amigos.

Para a Dona Regina, o sorriso que iluminava a vizinhança.

Para a Roseli, o carinho de seus alunos.

A gente ainda precisa se proteger, enquanto a vacina não chega a todos.

Juntos, vamos cuidar uns dos outros.

Em cada canto, terá proteção.
Somos um Brasil. Somos uma só nação.

Brasil imunizado. Somos uma só nação.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

19 + 12 =