As duas principais forças políticas da eleição presidencial de 2018 — o bolsonarismo e o PT — chegam à eleição de 2020 com poucas chances de conquistar as principais prefeituras do país.

Numa situação incomum, o presidente Jair Bolsonaro participa do pleito apoiando candidatos avulsos de diferentes partidos, já que ele próprio está sem legenda desde que saiu do PSL, após uma disputa de poder interna com o presidente da sigla, o deputado federal Luciano Bivar (PSL-PE).

Nas duas maiores capitais do país, Bolsonaro decidiu apoiar candidaturas do partido Republicanos (legenda ligada à Igreja Universal): o deputado federal Celso Russomano em São Paulo, e o prefeito Marcelo Crivella no Rio de Janeiro, que tenta reeleição. No entanto, pesquisas de intenção de voto indicam que os dois correm o risco de não chegar ao segundo turno. E, se conseguirem, terão dificuldade para vencer os líderes das disputas: o atual prefeito paulistano, Bruno Covas (PSDB), e o ex-prefeito do Rio Eduardo Paes (DEM).

O PT, por sua vez, já vem de um péssimo desempenho eleitoral em 2016, ano em que o partido estava fortemente desgastado pelo impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff e pelas acusações de corrupção da operação Lava Jato. Há quatro anos, a sigla perdeu 60% das prefeituras que havia conquistado em 2012 (de 630 foi para 256), vencendo em apenas uma capital, Rio Branco (AC). Dessa vez, o PT tem boas chances de chegar ao segundo turno em apenas duas capitais (Vitória e Recife), mas, por enquanto, as pesquisas indicam que os candidatos perderiam no segundo turno.

A disputa que ilustra com maior simbolismo a fraqueza do PT neste pleito é a de São Paulo, cidade que foi três vezes governada pelo partido desde a redemocratização (1988). Após o ex-prefeito Fernando Haddad ter perdido em 2016 no primeiro turno para o atual governador paulista, João Dória (PSDB), o partido caminha para ficar em quinto lugar na eleição desse ano. Seu candidato, Jilmar Tatto, não conseguiu somar até agora mais de 6% de intenção de voto nas pesquisas Datafolha e Ibope.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois × cinco =