O deputado federal Eduardo Bolsonaro, filho de Jair, irá para Portugal na próxima sexta-feira, dia 24 de setembro, e vai se encontrar com André Ventura e o líder do VOX, Santiago Abascal, segundo o jornal Observador.

De acordo com o jornal, eles devem assinar, em Lisboa, um documento “em defesa da liberdade e da democracia” na Península Ibérica e na América Latina, regiões que têm “todas as condições para terem liberdade, prosperidade e igualmente perante a lei”.

A pauta de “defesa da liberdade” tem sido abordada pela extrema direita para levar adiante seus projetos contra os regimes políticos.

O documento é denominado Carta de Madrid e denuncia que, supostamente, alguns países destas regiões estão “sequestradas por regimes totalitários de inspiração comunista”, o que é visto como uma “séria ameaça à prosperidade e ao desenvolvimento das nações”.

Apoiada por “diferentes líderes políticos e sociais com visões e ideias distintas e inclusivamente divergentes”, a Carta de Madrid estabelece ainda que o “Estado de Direito, o império da Lei, a separação de poderes, a liberdade de expressão e a propriedade privada são elementos essenciais que garantem o bom funcionamento das sociedades”, elementos que devem ser protegidos daqueles que os “tentam destruir”.

A Carta de Madrid é uma iniciativa da fundação Disenso, de que Santiago Abascal é presidente.

Eduardo Bolsonaro tem viajado por alguns países para se reunir com os representantes da extrema direita e fortalecer o projeto deste setor. Recentemente, ele viajou para os Estados Unidos, onde se reuniu com Steve Bannon, propagandista do setor político ligado a Donald Trump.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 × 3 =