O início da vacinação em 25 de janeiro em São Paulo foi anunciado com estardalhaço, nesta segunda (7) pelo governador  do Estado João Doria, o mesmo que no fim de agosto prometeu vacinação em meados de dezembro.

A ameaça de Divas Covas foi feita durante entrevista à rádio CBN. Segundo ele, uma suposta lei aprovada em fevereiro pelo Congresso “abre uma brecha” para o uso da vacina chinesa produzida pelo laboratório Sinovac, cujos direito de utilização no Brasil foram adquiridos pelo instituto Butantan.

Segundo o diretor do Butantan, isso poderia ocorrer porque “o texto possibilita a incorporação de insumos, medicamentos e aparelhos que tenham registro no país de origem”.

A expectativa é que a vacina obtenha o aval da China antes de ser liberada no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

7 + 4 =