Um homem é acusado de tentar vender doses de vacina contra Covid-19, pertencente ao laboratório chinês Sinovac, a uma prefeitura paraibana. A denúncia foi feita pelo jornalista Clilson Júnior, no programa ‘Arapuan Verdade’, da Rádio Arapuan FM, desta segunda-feira (25).

De acordo com o jornalista, o homem se disse representante de uma empresa de medicamentos e procurou uma prefeitura para comercializar o produto.”Eles procuraram para vender vacina da Covid da Sinovac”, revelou o jornalista, acrescentando que o homem informou se tratar da vacina original do laboratório Sinovac, mas não ser a Coronavac, a qual é feita pelo Instituto Butantan.

O nome da prefeitura só será revelado amanhã. “Ele se diz representante de um laboratório de São Paulo. Foi pessoalmente na sede da prefeitura. Fez os contatos. Disse ser representante de uma empresa de medicamentos e que estava com 2 milhões de doses, que fazia a entrega imediata e vendia a R$ 180 a unidade”, revelou, destacando que o caso já está sendo investigado pela Polícia Federal.

O representante da empresa, como o ClickPB acompanhou, disse que teria autorização do Ministério da Saúde (MS) para vender a vacina. “Nós temos toda a regularização com Anvisa, Polícia Federal, Receita Federal… Nós temos toda legalização para comercialização”, consta no áudio. O caso foi gravado pela prefeitura a qual o homem procurou para comercializar a vacina.

Confira o diálogo do homem para vender a vacina

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove − 13 =