As negociações entre o presidente da República, Jair Bolsonaro, e o Patriotas expôs um racha dentro do partido. O presidente do partido, Adilson Barroso, é um defensor da filiação do presidente e convocou uma convenção para esta segunda-feira (31), quando pretende tirar uma posição favorável à candidatura própria do partido à presidência. Um primeiro passo para receber Jair Bolsonaro e sua família.

A convocação irritou a outra ala do partido, integrada pelo deputado Fred Costa e por Ovasco Roma, vice-presidente do partido. Eles estudam um recurso para evitar a convenção e argumentam que o Conselho Nacional do partido já tinha sinalizado maioria para que sigla não tenha candidatura própria à presidência.

“Estou falando em nome do Conselho Nacional. Foi feito um edital de convocação de convenção que nos pegou de surpresa, que vai ocorrer na segunda-feira, em Barrinha, com o objetivo de entregar o Patriota à família Bolsonaro. Ele (Adilson) convocou de forma sorrateira, está repleto de nulidades. Para conseguir votos, trocou nomes de membros do diretório. Isso tudo causou espanto e revolta”, afirma Ovasco.

O presidente do Patriotas, Adilson Barroso, confirmou a convenção na segunda e a vontade de trazer o presidente Jair Bolsonaro para o partido.

“Seria uma honra, eu sou a favor da vinda do presidente, mas quero ouvir a maioria. Vou colocar na convenção a pergunta se seria importante termos candidato a presidente”, afirmou o presidente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

1 × 1 =