O presidente Jair Bolsonaro (cem partido) comemorou a morte de Lázaro Barbosa de Sousa na manhã desta segunda-feira (28). Lázaro foi morto após confronto com a polícia no setor Itamaracá, em Águas Lindas de Goiás-GO.

“CPF cancelado”, escreveu o presidente.

O governador Ibaneis Rocha também falou sobre o caso, uma vez que as polícias do DF participaram das buscas. Ibaneis afirmou que os policiais fizeram o seu trabalho dentro da legalidade, dos limites da lei. O chefe do Executivo local disse ainda que, se Lázaro foi morto, deve-se pelo conflito criado por ele mesmo.

A informação da morte de Lázaro veio à tona após o governador de Goiás, Ronaldo Caiado (DEM), anunciar nas redes sociais que ele havia sido preso. Minutos depois, a Polícia Civil de Goiás (PCGO) confirmou a morte. Com entusiasmo, Caiado declarou que “Goiás não é Disneylândia de bandido”. Foram 20 dias de buscas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

quatro × 5 =