A transmissão comunitária da Covid-19 permanece em níveis “extremamente altos” na Paraíba e em quase todo o Brasil, um sinal de que uma pandemia do novo coronavírus segue descontrolada no país, segundo um mapa inédito feito por pesquisadores da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz )

Com base em dados do SIVEP-Gripe, Sistema de Informação da Vigilância Epidemiológica do Ministério da Saúde, e corrigidas, eles observaram a evolução do número de hospitalizações por SRAG (Síndrome Respiratória Aguda Grave) por dados dos primeiros sintomas e constataram que na semana especificada em 7 de junho, uma transmissão comunitária do vírus está “extremamente alta” em todas as Unidades da Federação, com exceção de Roraima e Espírito Santo. Nesses dois últimos, “muito alta”.

Isso quer dizer, segundo Leonardo Bastos, estatístico e pesquisador em Saúde Pública do PROCC (Programa de Computação Científica da Fiocruz (Procc / Fiocruz), os 24 Estados e o Distrito Federal têm uma taxa superior à de 10 hospitalização por cada 100 mil habitantes, “ valor referência de algo extremamente alto ”, diz ele em sua conta oficial no Twitter.

“Muitos estão bem acima, e já estiveram pior”, acrescenta.

Evolução da transmissão comunitária da COVID-19 segundo a hospitalização da SRAG por UF, usando dados do SIVEP-Gripe e para as semanas mais recentes como corrigidas (nowcasting) pic.twitter.com/0UCMTZVGlC

– Leo Bastos 📈📉 (@leosbastos) 10 de junho de 2021

Chama-se “transmissão comunitária” a ocorrência de casos sem vínculo a um caso confirmado, em área definida. Ou seja, quando não é mais possível rastrear qual a origem da infecção, indicando que o vírus circula entre as pessoas, independente de terem viajado ou não para o exterior.

Este é o caso do novo coronavírus no Brasil e em muitos países do mundo.

Bastos ressalva que, embora hospitalizações não sejam necessariamente casos confirmados, “podemos assumir que o número de casos é proporcional ao número de hospitalizações”.

Além disso, acrescenta ele, apesar de nem todas as notificações de SRAG serem associadas à Covid, desde março de 2020, “a grande maioria das hospitalizações por SRAG são covid, sim”.

Covid-19: mapa da Fiocruz mostra transmissão 'extremamente alta' na Paraíba

Pelo mundo

O Brasil é o terceiro país em número de casos de Covid-19 (17,2 milhões) e o segundo em número de mortes (482 mil).

Nas últimas 24 horas, os óbitos no Brasil em decorrência da doença somaram 2.344. São 140 dias com média móvel de mortes acima de 1 mil. Com informações do Correio Braziliense.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezesseis + 13 =