O 20º Mapa de Avaliação, dentro do Plano Novo Normal Paraíba, coloca 219 cidades do estado “na UTI”, com o aumento crescente dos casos de Covid-19. Dos 223 municípios, 211 estão classificados com a bandeira laranja (circulação restrita) e oito com a vermelha (mobilidade impedida). Os outros quatro – Baia da Traição, Mogeiro, Barra de Santana e São José dos Ramos – figuram na bandeira amarela. O mapa foi divulgado neste sábado (06), pela Secretaria de Saúde do Estado.

O médico Daniel Beltrammi, secretário executivo de Gestão de Unidades de Saúde, aponta que as medidas adotadas pelo Governo do Estado, por meio do Decreto 41.053, que estabeleceu medidas mais duras para tentar frear o avanço da doença, “mostram-se de extrema importância sanitária e social.

O decreto tem vigência até a próxima quarta-feira (10), mas o governador João Azevêdo (Cidadania) já avisou que caso não haja redução, podem ser editadas novas medidas ainda mais restritivas. “O Estado está fazendo o seu papel, mas precisamos contar com o apoio da população. O momento pede humanidade, unidade e solidariedade. Juntos, vamos vencer essa pandemia. #ParaíbaVacina #UseSempreMáscara #OCuidadoContinua“, escreveu o governador em uma rede social.

João ainda complementou: “Mas é importante que a população entenda que temos um limite para abertura de novos leitos, até pela dificuldade de contratar profissionais de saúde. Só esta semana já contratamos 160 médicos para atuar na linha de frente”.

Beltrammi lembra que o crescimento rápido e expressivo do número de casos – mais de mil novos casos divulgados ao dia -, internações hospitalares (mais de 70 novas internações ao dia) e óbitos (mais de 20 óbitos divulgados ao dia), são prejuízos relevantes para toda Paraíba. Só no boletim deste sábado (06), a Secretaria de Saúde 1.440 casos de Covid-19. A Paraíba totaliza 227.976 casos confirmados da doença, que estão distribuídos por todos os 223 municípios, e 4.656 mortes em decorrência da Covid-19.

Como medidas para conter o avanço da doença por todo o Estado, Beltrammi afirma que os esforços devem ser mantidos e dependem da decisão de cada uma das pessoas em seguir protegendo suas vidas por meio dos métodos e comportamentos reconhecidamente efetivos para conter a disseminação do novo coronavírus.

O secretário destaca como ação de Governo as operações de fiscalização que objetivam orientar a população e reduzir aglomerações. “Está em atividade a Operação Previna-se, esforço conjunto das forças de segurança pública, Procons e vigilâncias sanitárias, para que se possam ampliar as medidas de fiscalização e acompanhamento das medidas propostas pelo Decreto do Governo do Estado da Paraíba, já sendo realizadas mais de uma centena e meia de ações em todo o Estado, com especial destaque para os municípios paraibanos em bandeiras laranjas e vermelhas”, pontuou.

Nesta 20ª avaliação é possível que a Paraíba tem em média uma internação hospitalar a cada 20 minutos em razão dos agravos produzidos pelo novo coronavírus. Beltrammi ressaltou que a Covid-19 é uma doença 100% evitável, uma vez que o uso de máscaras, a manutenção do distanciamento social, evitando-se aglomerações, e a adequada higienização das mãos impedem o contágio pelo vírus de forma efetiva.

Entre 17 a 23 de fevereiro, o Centro Estadual de Regulação Hospitalar registrou 298 internações por Covid-19 nos leitos de referência para Covid-19 nos hospitais públicos em toda a Paraíba. Entre 24 de fevereiro e 02 de março, 398 internações foram realizadas.

Nos últimos dias, a Secretaria Estadual de Saúde ativou mais 140 leitos exclusivos para tratar pacientes com quadros moderados e graves da Covid-19. Outros 147 serão abertos nos próximos 15 dias, totalizando mais 287 leitos ativos para a Covid-19. Entre estes, 287 novos leitos ativos estão 78 de Unidade de Terapia Intensiva (UTI), 161 de enfermaria e 48 unidades de decisão clínica.

Na avaliação do secretário, “os últimos 15 dias foram marcados por importante piora da situação de pandemia na Paraíba. Mais do que nunca devemos o quanto possível evitar adoecermos pela Covid-19, pois ao fazer isso você salva vidas, salva o SUS paraibano e a toda a Paraíba!”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezoito + quinze =