O coordenador do GAECO no Ministério Publico estadual, Octavio Paulo Neto, garantiu ao Portal WSCOM que inexiste na conjuntura da Operação Calvário as delações dos envolvidos Edvaldo Rosas e Pietros Harley, apesar dos muitos rumores improcedentes.

– Até agora não fomos procurados por nenhum advogado, em que pese os rumores, garantiu.

CASO LIVÂNIA – Ainda sobre os efeitos da delação da ex-secretária de Admijistração do Estado, Livânia Farias, em torno da Operação Calvário envolvendo diversas autoridades do Estado, ele explicou que a “colaboração” da ex-dirigente se mantém na justiça comum estadual.

– A colaboração de Livânia foi submetida à subprocuradoria que atua no STJ, que fez uma apreciação e ao final foi remetida à justiça comum estadual, pois não viu indícios (na colaboração) de qualquer fato que ensejasse sua competência, concluiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

13 + 16 =