Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Na contramão do aumento do desemprego motivado pela pandemia da covid-19, a contratação de empregadas domésticas no Brasil tem registrado um grande aumento em meio à maior crise sanitária do século. De janeiro a setembro, o número de famílias em busca de profissionais do setor cresceu 36%, se comparado com igual período do ano passado. Ao todo, foram 23 mil vagas somente nesses nove meses de 2021 nas regiões pesquisadas.

Em igual época de 2020, 16,9 mil famílias estavam atrás de domésticas para admissão e trabalharem nas residências do país. Todas essas informações fazem parte de um levantamento inédito feito pela Famyle – plataforma que conecta as famílias com profissionais do ramo doméstico. O levantamento foi realizado com base nas informações numa pesquisa amostral registrada pela plataforma ao longo dos dois períodos.

O crescimento da procura no trabalho doméstico mostra sinais de recuperação em uma área que também seguia uma tendência de crise logo no início da pandemia. O volume de pessoas empregadas caiu de 6,4 milhões no fim de 2019 para 4,9 milhões em 2020. Esse resultado apontou uma perda de 1,5 milhão de vagas de um ano para outro, de acordo com o Dieese.

“O mercado voltou a aquecer porque as famílias passaram a trabalhar normalmente com a retomada da economia aos poucos. Além disso, as pessoas passaram a ficar mais tempo em casa com o aumento do home office na pandemia, o que as obriga a ter suas rotinas dentro das residências. Além disso, as crianças deixaram de frequentar as escolas e foram obrigadas a terem o ensino à distância. Essa nova realidade gerou necessidade de se ter profissionais domésticas para ajudar no dia a dia das residências”, explica Guilherme Silva, CEO da Famyle com base no comportamento do mercado pela plataforma.

Contratações a cada mês
Ainda de acordo com o levantamento da Famyle, janeiro foi o mês que mais registrou buscas de famílias por contratações em 2021. Nesse período, a startup conseguiu garantir mais de 3 mil “matches”, quando o contratante e a profissional se combinam para gerar uma contratação, por meio da intermediação eletrônica via plataforma.

“O volume maior de famílias buscando por profissionais aconteceu em janeiro devido à queda nas contratações no período de Natal e Ano Novo passado. Fora isso, o mês de janeiro é atípico para as famílias, com mudanças, viagens e profissionais trocando de emprego ou cidades, o que movimenta este mercado” avalia o CEO da Famyle.

Em seguida, julho, com mais de 2900, aparece em segundo lugar no ranking dos meses de 2021 com um número próximo ao de janeiro.

O mês de abril, com cerca de 2400, foi o de menor busca de profissionais. Isso ocorreu por ter sido o mês de 2021 com maior alta de casos e óbitos por coronavírus e no qual as restrições devido ao foram mais fortes.

Para os próximos meses, ele arrisca um palpite: o setor continuará bastante aquecido, justamente com a retomada ainda maior da economia, que se desenha com a volta da normalidade das atividades pós-pandemia. “Isso influencia no mercado de trabalho doméstico. Apesar da instabilidade da taxa de juros e inflação, a normalização comportamental e abertura de estabelecimentos vão impulsionar o consumo, gerando uma tendência de geração de vagas no setor inédita para 2022”, completa Guilherme.

Sobre a Famyle  A startup foi criada com objetivo de facilitar a contratação das profissionais do ramo doméstico por meio de uma plataforma que as conecta com as famílias. Também conhecida como “Linkedin das domésticas” com forte impacto social, a intermediação é feita com o uso irrestrito da tecnologia, que faz a checagem documental e dos antecedentes das candidatas cadastradas, e a intermediação dos dois lados fica por conta de um poderoso algoritmo que entrega o melhor profissional para cada vaga. A plataforma hoje conta com cerca de um milhão de profissionais cadastrados, entre domésticas, babás, diaristas, cuidadoras de idosos e pet sitters.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

oito − cinco =