A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) manteve a bandeira tarifária verde nas conta de luz dos brasileiros no mês de outubro, sem a necessidade de cobrança adicional nas faturas. Isso significa que as condições de geração de eletricidade no país estão boas, sem que seja necessário acionar usinas termelétricas, que geram energia elétrica mais cara.

A bandeira será válida para todos os consumidores conectados ao Sistema Interligado Nacional. O objetivo desse modelo tarifário é desestimular o consumo de energia elétrica, com cobranças extras nas contas (bandeiras amarela e vermelha), quando as condições de geração não são favoráveis.

“As bandeiras dão transparência ao custo real da energia e permitem ao consumidor se programar e ter um consumo mais consciente”, pontua a agência reguladora.

Mantida desde abril

A bandeira tarifária passou a ser verde para todos os consumidores brasileiros em 16 de abril deste ano, quando terminou a vigência da bandeira de escassez hídrica, instituída de forma emergencial por conta do baixo nível dos reservatórios das usinas hidrelétricas e da necessidade de acionamento de termelétricas.

Para os beneficiários de baixa renda, que usufruem da tarifa social de energia elétrica e ficaram de fora da cobrança adicional decorrente da escassez hídrica, a bandeira é verde desde dezembro de 2021.

 

O Globo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

12 + 9 =