Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) — A participação de bebidas sem álcool no mercado de bebidas alcoólicas atingiu 66% durante a pandemia do coronavírus, de acordo com um estudo global da consultoria IWSR, especializada na indústria.

Segundo o levantamento, o consumo de bebidas sem álcool cresceu 4,5% no ano passado, enquanto o de bebidas com baixo teor alcoólico caiu 5,5%. A análise abrange dez grandes mercados, incluindo o Brasil.

A queda nas vendas de bebidas de baixo teor alcoólico reflete principalmente a queda no consumo de cerveja na Europa Ocidental. Além do Brasil, o estudo incluiu Alemanha, África do Sul, Austrália, Canadá, Espanha, Estados Unidos, França, Japão e Reino Unido.

Segundo a IWRS, preocupações com saúde e bem-estar levaram muitos consumidores a tomar bebidas sem álcool com mais frequência, alternando seu consumo com o de bebidas mais fortes.

Como a oferta de produtos está se diversificando, diz a empresa, consumidores que desejam moderar o consumo de álcool conseguiram fazê-lo sem precisar abrir mão do sabor das bebidas tradicionais.

Em alguns mercados, no entanto, os consumidores continuam a perceber os produtos com baixo teor de álcool como sendo de qualidade inferior, especialmente no caso do vinho, diz a IWRS.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

5 − três =