Bloco Principal 1Economia

Como a China construiu a BYD, que foi de ‘chacota da indústria’ a matadora da Tesla

BYD da China era um fabricante de baterias que tentava construir carros quando exibiu seu mais novo modelo em 2007. Os executivos americanos no salão do automóvel de Guangzhou ficaram boquiabertos com a pintura roxa irregular do carro e o mau ajuste de suas portas.

“Eles eram motivo de chacota na indústria”, disse Michael Dunne, analista da indústria automobilística chinesa.

Ninguém está rindo da BYD agora.

A empresa ultrapassou a Tesla nas vendas mundiais de carros totalmente elétricos no final do ano passado. A BYD está construindo linhas de montagem no Brasil, Hungria, Tailândia e Uzbequistão e se preparando para fazê-lo na Indonésia e no México. Está expandindo rapidamente as exportações para a Europa. E a empresa está prestes a ultrapassar o Grupo Volkswagen, que inclui a Audi, como líder de mercado na China.

As vendas da BYD, mais de 80% delas na China, cresceram cerca de um milhão de carros em cada um dos últimos dois anos. A última montadora a conseguir isso em apenas um ano no mercado americano foi a General Motors – e isso foi em 1946, depois que a GM suspendeu as vendas de automóveis de passageiros durante os quatro anos anteriores por causa da Segunda Guerra Mundial.

“O crescimento da BYD é diferente de tudo que a indústria já viu em muitas décadas”, disse Matt Anderson, curador de transporte do Museu Henry Ford em Dearborn, Michigan.

Com sede em Shenzhen, o centro da indústria eletrônica da China, a BYD mostrou como os fabricantes de automóveis chineses podem explorar o domínio do país nos produtos elétricos. Nenhuma empresa beneficiou tanto da adesão da China aos automóveis elétricos a bateria e aos automóveis elétricos a gasolina. Juntos, estes veículos representam 40% do mercado automóvel da China, o maior do mundo, e espera-se que representem mais de metade no próximo ano. Tal como a maioria dos fabricantes de automóveis chineses, a BYD não vende os seus carros na América porque as tarifas da era Trump permanecem em vigor, mas a BYD vende ônibus nos Estados Unidos.

Matéria completa no Estadão

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Botão Voltar ao topo
slot gacor hari ini
situs slot luar negeri