O comunicador Sikêra Jr. zombou dos funcionários da emissora Redetv! que entraram em greve na busca por reajuste salarial.

Durante a exibição do Alerta Nacional, o apresentador utilizou as placas de “CPF cancelado”, erguidas por seus assistentes, para falar com os grevistas. Vale ressaltar que a gíria é usada toda vez que o programa aborda a morte de algum acusado de um crime.

“Ei, você, que tá na porta da RedeTV! Acaba com isso. Vamos trabalhar. Olha, tem muita gente desempregada querendo tomar o seu lugar. Não é hora pra isso”.

O ato não foi bem recebido pelo diretor do sindicato dos radialistas e funcionário da RedeTV!, Hegberto Paschoa Balboni. “É um caso de assédio moral coletivo. Todos nós sabemos que ‘CPF cancelado’ é uma gíria de miliciano para pessoa morta. O que ele quer dizer com isso?”, indagou.

Com seu quarto dia de paralização completado na última sexta feira (3), os funcionários participaram uma de audiência de conciliação. Os grevistas pedem restituição salarial de 18,72% e argumentam que o último dissídio aprovado foi para o triênio de 2016 a 2018.

Ainda sem acordo, um dos componentes do movimento grevista retrucou o apresentador: “E Sikêra Jr, de cima dos 500 mil reais por mês de salário e merchan, fica pedindo o fim da greve”, declarou. Com Meia Hora

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − cinco =