Resumão

O Equador fez história neste domingo. Na abertura da Copa do Mundo, La Tri venceu o Catar por 2 a 0, com dois gols de Enner Valencia, e é a primeira seleção a conseguir vencer uma anfitriã numa estreia de Copa do Mundo. O jogo no estádio Al Bayt foi de inteiro domínio dos equatorianos, que ainda tiveram um gol anulado aos três minutos do primeiro tempo.

  • Estrela da abertura

    Enner Valencia não teve concorrente no protagonismo da estreia da Copa do Mundo. O atacante, capitão e estrela do Equador marcou os dois gols da vitória por 2 a 0 sobre o Catar. Além disso, teve um gol anulado aos três minutos do primeiro tempo, o que tirou dele a possibilidade de um hat-trick logo abertura do Mundial.

    Enner Valencia Equador Catar comemora gol na abertura da Copa do Mundo

    Enner Valencia Equador Catar comemora gol na abertura da Copa do Mundo (Foto: REUTERS/Matthew Childs)

  • Primeiro anfitrião

    O Catar estreou na história das Copas do Mundo e já com um marco negativo. Afinal, foi o primeiro país a sediar uma edição de Mundial e perder na estreia na história dos Mundiais. Veja mais detalhes.

    Equador x Catar, abertura Copa do Mundo 2022

    Equador x Catar, abertura Copa do Mundo 2022 (Foto: REUTERS/Kim Hong-Ji)

    • Primeiro tempo

      De intenso domínio do Equador desde os primeiros minutos. Tanto que aos três, La Tri abriu o placar com Enner Valencia, mas o gol foi anulado por impedimento de Felix Torres. O domínio continuou, e ele de novo, Enner Valencia, apareceu. Sofreu pênalti cometido pelo goleiro Al-Sheeb e bateu, abrindo o placar e fazendo o primeiro gol da Copa do Catar. Controlando a partida, o Equador chegou ao segundo gol, e novamente com Valencia. O atacante, capitão e estrela do Equador marcou de cabeça, após cruzamento.

      Enner Valencia comemora gol pelo Equador contra o Catar

      Enner Valencia comemora gol pelo Equador contra o Catar (Foto: Fabrizio Bensch / Reuters)

    • Segundo tempo

      Com o placar em mãos, o Equador dosou mais o ritmo na segunda etapa. Tentou ampliar com Romario Ibarra logo no começo da segunda etapa. Com as substituições, e a saída de Enner Valencia e a entrada do habilidoso Sarmiento, ganhou mais ritmo no ataque e levou perigo nos contra-ataques. Por sua vez, o Catar novamente não conseguiu oferecer perigo. A chance mais clara foi em um chute de Muntari, já nos últimos finais de jogo.

      Catar Equador Copa

      Catar Equador Copa (Foto: Reuters)

      GE

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 + quinze =