Globo conseguiu fechar o 15º patrocinador para o BBB 23, reality show com estreia marcada para janeiro. A rede de farmácias Pague Menos comprou uma Cota Brother e pagou quase R$ 16 milhões. Com a negociação de patrocínios e outras ações de merchandising, o conglomerado de mídia conseguiu bater a meta de vendas dois meses antes de sua estreia: R$ 1 bilhão em publicidade.

A empresa confirmou a informação em comunicado enviado ao Notícias da TV. Será a primeira vez que farmacêutica vai anunciar no reality comandado por Tadeu Schmidt. A divulgação dará destaque a produtos diversos disponíveis na rede de lojas, não apenas os tradicionais remédios.

Para a Pague Menos, a inserção do BBB 23 será um investimento para tornar a marca conhecida em regiões fora do Sudeste, como Norte, Centro-Oeste e Nordeste. Para estar no BBB 23, a rede pagou R$ 15,6 milhões, referente à Cota Brother, que contempla três ações comerciais, uma prova Bate e Volta patrocinada e uma festa

Junto com a Pague Menos, estão nesta categoria marcas como Hypera Pharma, McDonald’s, Above, Quinto Andar e Ademicon. Ao todo, a Globo pretendia vender apenas cinco espaços Brother. Mas a procura foi tão grande que abriram uma cota extra para a Pague Menos.

Além dos principais cotistas, a Globo já fechou outros anunciantes para o BBB 23. Os três espaços mais caros, chamadas da Cota Big, foram adquiridos por Americanas, Seara e Stone. Cada uma delas pagou R$ 105,1 milhões pelo espaço. Na Cota Camarote, além de TikTok, estão as empresas Heineken (com a cerveja Amstel) e P&G, que comprou duas cotas para expor marcas diferentes e pagará R$ 160,4 milhões sozinha.

A Chevrolet negociou dois espaços: a cota de automóveis do programa –substituindo a Fiat– e 50 dias no top de cinco segundos. A outra metade da contagem regressiva foi negociada com o aplicativo de bebidas Zé Delivery.

A rede de supermercados Carrefour ficou com o espaço dedicado às compras dos confinados e voltou ao BBB após 11 anos. Uma das novidades é a Cota Prêmio, que fará a emissora melhorar a recompensa do ganhador do Big Brother Brasil a partir da próxima edição, após 12 anos sem reajuste. Stone adquiriu o pacote e vai substituir PicPay como empresa financeira.

Na modalidade do patrocínio de segmento, a Globo já assinou contrato com as empresas Doriana, Above e Pantene, que vão expor produtos exclusivos de higiene pessoal e comida durante a convivência dos participantes. Somadas todas as 15 vendas feitas até aqui, a arrecadação do BBB 23 já é de R$ 1,007 bilhão. Outros espaços ainda estão disponíveis.

Para a próxima edição do reality show mais visto do Brasil, a emissora decidiu oficializar os cem dias de duração e vai começar seus trabalhos em 16 de janeiro. Com isso, o programa conhecerá seu vencedor em 25 de abril, uma terça-feira. Tadeu Schmidt seguirá no comando. O formato continuará com a disputa Camarote, com famosos convidados, contra Pipoca, com anônimos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

11 − nove =