Um envenenamento misterioso tirou a vida do jovem bilionário dos jogos, Lin Qi, na noite de Natal, e colocou a parceria recentemente acordada entre ele e a Netflix no centro da narrativa sobre as razões que teriam levado ao seu assassinato.

O bilionário chinês, que era dono da empresa de games Yoozoo e dos jogos Game of Thrones: Winter is Coming, estava negociando a produção de uma série baseada em uma obra de ficção científica, da qual detinha os direitos.

A produção prometia criar um campeão de audiência no streaming americano misturando ficção científica e críticas à Revolução Cultural — etapa importante da consolidação do governo do Partido Comunista Chinês, entre os anos 1960 e 1970.

A mídia estatal chinesa e a polícia de Xangai, onde Lin morreu, dizem que o bilionário foi envenenando por Xu Yao, um executivo da própria Yoozoo. A motivação para o crime ainda não foi esclarecida, o que aumenta as especulações sobre o caso.

Lin investia no cinema e na literatura e era visto como um dos mecenas chineses responsáveis por tentar disseminar a cultura local pelo mundo, com estratégia semelhante à dos Estados Unidos, que usa do potencial de Hollywood para espalhar valores da cultura americana.

A fortuna de Lin tem origem no setor de mineração de carvão na próspera região de Wenzhou, onde a família tinha negócios. Na década passada, sua fortuna cresceu com o desenvolvimento de jogos multiplayer online, que o colocou no patamar dos bilionários em 2019.

Lin e a Netflix

No centro das teorias sobre as motivações para a morte de Lin está a obra de ficção-científica O problema dos três corpos, escrita pelo também chinês Cixin Liu e que levou, em 2014, o Hugo Award (Prêmio Hugo) como melhor romance de ficção científica.

A trilogia teve seus direitos adquiridos por Lin por cerca de 150 milhões de dólares. O bilionário havia fechado parceria com a Netflix para fazer a produção cinematográfica baseada nos livros para que fosse exibida no streaming americano. Lin seria produtor-executivo.

Os livros de Cixin tocam em pontos delicados da história recente da China, como a Revolução Cultural, liderada por Mao Tsé-tung, figura icônica do Partido Comunista. O problema dos três corpos retrata o período do governo de Mao como violento e cria uma narrativa que culmina em uma invasão alienígena.

A Netflix não esclareceu se pretende levar a série adiante depois da morte de Lin.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dois − 2 =