A Central Estadual de Transplantes desembarca nesta semana no Sertão paraibano, ampliando as ações da campanha Setembro Verde. O intuito é levar conhecimento dos serviços prestados à população no que diz respeito à doação de órgãos.

Com trabalhos realizados nas unidades de saúde, por meio de palestras, junto aos profissionais da área, a equipe da Central segue até a próxima sexta-feira (24) visitando as cidades de Cajazeiras, Sousa, Pombal e Patos.

“Nossa missão é viabilizar o acesso da Central a todos e esclarecer os serviços disponibilizados aos profissionais de saúde, que podem se unir à campanha e somar esforços, na esperança de que a população se solidarize e participe do movimento, dando mais esperança de vida a quem espera por uma doação”, enfatizou a chefe do Núcleo de Ações Estratégicas da Central Estadual de Transplantes, Rafaela Carvalho.

Com a iniciativa de interiorização da campanha, a proposta é ampliar a quantidade de doações no estado.

“Nós temos avançado, mas ainda precisamos buscar aumentar os números, porque temos potencial para isso. Este ano, até o dia 17 de setembro, contabilizávamos 174 transplantes realizados, sendo 152 de córneas, três de coração, 10 de rins e nove de fígado”, destaca Rafaela.

Na Paraíba são realizados transplantes de coração, fígado, rins, córneas e medula óssea. Atualmente no estado, 516 pessoas aguardam por um transplante de órgão ou tecido. No Brasil, o número é bem maior, são mais de 43 mil brasileiros esperando na fila, que ainda é longa e a conta não bate, porque o número de doações é inferior à demanda.

Por isso, sensibilizar a população sobre a importância de ser um doador de órgãos é fundamental para equilibrar essa conta. Afinal, quando a família diz “sim”, a vida continua.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × um =