Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Por Guilherme Amado

O novo núcleo de comunicação da campanha de Lula chegou ao entendimento de que não será possível montar um aparato digital semelhante ao de Jair Bolsonaro a tempo da eleição de outubro.

A primeira reunião do núcleo ocorreu nesta segunda-feira (9/5), em São Paulo. A comunicação de Lula será dividida entre o deputado Rui Falcão e o prefeito de Araraquara, Edinho Silva. O marqueteiro Sidônio Palmeira trabalhará com a dupla, mas não participou desta reunião.

No encontro, os petistas fizeram o diagnóstico de que Bolsonaro usou o governo para criar um aparato profissional para explorar redes como o WhatsApp e o Telegram. A capilaridade bolsonarista nos aplicativos de mensagem é a maior preocupação da campanha de Lula.

A área de comunicação admite que o PT dependerá muito de influenciadores digitais e de artistas para fazer uma contraofensiva e ganhar terreno nas redes sociais.

Outra aposta é mobilizar estruturas do partido em nível estadual e municipal para combater fake news regionais e para incentivar a militância a difundir o conteúdo que será produzido pelo PT.

Rui e Edinho pretendem marcar uma reunião em breve com os responsáveis pela comunicação de todos os diretórios estaduais para tratar do assunto.

Nesta terça-feira (10/5), Rui viajou a Brasília para conhecer a estrutura de comunicação do PT na capital federal. Já Edinho deixará a coordenação do programa de governo de Fernando Haddad em São Paulo. A função será entregue para o deputado estadual Emídio de Souza.

 

PalavraPb

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

doze − 7 =