A Mesa Diretora da Câmara dos Deputados acatou, nesta quinta-feira (16), decisão do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) e cassou o diploma eleitoral do deputado federal Emerson Petriv (PROS-PR), conhecido como Boca Aberta.

Com a decisão da Mesa, a matéria não vai para o plenário. Para valer, a medida precisa ser publicada no Diário Oficial da Câmara.

A decisão do TSE foi tomada em 24 de agosto e impede que o parlamentar cumpra o restante do mandato, mas a medida precisava ser referendada pela Mesa.

 

“Hoje a Mesa Diretora cumpriu a decisão do TSE e acatou a decisão de cassar o deputado Emerson Petriv, que subiu várias vezes à tribuna para me ofender e para ofender a minha família. O senhor Emerson Petriv era ex-presidiário quando foi candidato, e esse ex-parlamentar quer construir a carreira batendo no peito e dizendo que tem mais de 300 processos e por onde passa manchou reputação”, disse o relator do processo, deputado Alexandre Leite (DEM-SP) falou sobre a cassação.

O deputado pediu ainda que o broche parlamentar seja recolhido: “Eu queria solicitar o recolhimento do boton do deputado por ele ter tido o diploma cassado. Ontem eu saí com a escolta da Câmara e não é possível que esse cidadão tenha acesso às dependências que o boton parlamentar lhe confere”.

Indignado com o relatório do deputado pedindo sua cassação, Boca Aberta xingou o colega nos corredores da Câmara dos Deputados nesta quarta-feira (15). Foi necessária a intervenção da Polícia Legislativa para evitar um conflito físico. Assista ao vídeo:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

3 − um =