Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

Em mais uma ação de combate a perdas e fraudes, técnicos da Companhia de Água e Esgotos da Paraíba (Cagepa) e agentes da Polícia Civil da Paraíba flagraram desvio de água na adutora Coremas/Sabugi na altura do km 328 da BR 230, entre os municípios de Patos e São Mamede, no Sertão.

De acordo com o delegado de Roubos e Furtos de Patos, Elcenho Engel, o morador de uma fazenda localizada na região foi autuado e assumiu a autoria da irregularidade. Ele vai responder criminalmente na Justiça pelo furto d’água e por danos ao patrimônio público.

O delegado destacou que ligação clandestina d’água é considerada crime no Brasil. “Essa prática de adulterar o sistema de fornecimento de água é enquadrada como atentado contra o patrimônio, segundo o artigo 155 do Código Penal Brasileiro, que não deixa dúvidas: ‘subtrair, para si ou para outrem, coisa alheia móvel: Pena – reclusão, de 1 a 4 anos, e multa’”, pontuou Engel.

Conforme o gerente da Cagepa na região das Espinharas, Jônatas Raulino, novos equipamentos foram instalados para monitorar o percurso das águas da adutora Coremas/Sabugi, auxiliando diretamente na segurança do abastecimento das cidades, emitindo alertas ao Centro de Controle Operacional, fato este ocorrido neste caso. “A Cagepa se moderniza para responder com mais rapidez aos reclames da população”, disse o gerente.

Raulino também ressaltou os benefícios que essas ações geram para a população. “São atividades de extrema importância, visto que essas irregularidades impactam diretamente no abastecimento dos municípios. Os resultados são imediatos, conseguimos constatar melhoras significativas no abastecimento das cidades do Vale do Sabugi”, acrescentou.

Quem quiser denunciar alguma irregularidade no consumo de água pode ligar para o número 115; a ligação é gratuita e pode ser realizada de telefone celular, além do denunciante não precisar se identificar. Ou ainda pelos demais canais de atendimento: WhatsApp 98198-4495, site www.cagepa.pb.gov.br e aplicativo Cagepa – disponível no Google Play e App Store.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

17 − um =