Neste sábado, 17, completaram-se seis meses após o início da campanha de imunização contra a Covid-19, inaugurada com a vacinação da enfermeira Mônica Calazans, em São Paulo. Nesse período, foram feitas mais de 121,1 milhões aplicações, entre primeira, segunda e dose única. Mais de 41% dos brasileiros já receberam ao menos uma dose e 15% estão totalmente protegidos após completarem o esquema com a segunda injeção de Oxford-AstraZeneca, Pfizer-BioNTech ou CoronaVac, ou a dose única da Janssen.

Em junho, após meses de lentidão e períodos de paralisação, o ritmo finalmente acelerou, com, em média, 1 milhão de doses diárias. A atual logística brasileira permite que 1,3 milhão de brasileiros recebam agulhadas por dia, de acordo com levantamento de VEJA baseado em dados do Ministério da Saúde, das Secretarias Estaduais e do Coronavírus Brasil. Nos primeiros 16 dias de julho, a administração diária de doses variou entre 567.629 e 1.928.856.

O ritmo é semelhante ao dos Estados Unidos, quando completou-se seis meses de vacinação por lá., segundo dados da plataforma Our World in Data. No entanto, vale ressaltar que enquanto o ritmo brasileiro de vacinação acelerou, o americano está em queda desde abril quando atingiu-se o pico de aplicações diárias, com em média 3,38 milhões de injeções aplicadas no dia 13 de abril. Na quinta-feira, 15 de julho, foram administradas apenas 529.879 doses.

Enquanto no Brasil o maior desafio foi a oferta de vacinas, que demorou a engatar, nos EUA é a adesão. O país tem vacina sobrando, tanto que a aplicação está liberada para turistas e milhões de doses já foram doadas para outros países, incluindo o Brasil. Mas os americanos que ainda não se vacinaram, relutam em faze-lo. O que coloca o combate à pandemia em perigo.

No Brasil, a oferta de vacinas parece estar solucionada. O cronograma do Ministério da Saúde prevê o recebimento de 40,4 milhões de doses, de quatro fornecedores de vacina – Pfizer, Instituto Butantan, Fiocruz e Covax Facility – até o fim de julho. Para agosto, são estimadas mais 60,5 milhões de doses e 363,6 milhões de doses entre setembro e dezembro.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × quatro =