Depois de 1 ano e 3 meses de pandemia, o Brasil chegou, neste sábado (19/6), à marca de 500 mil mortos por Covid-19. O número, coletado a partir de dados das secretarias estaduais de Saúde, foi registrado pelo Consórcio de Veículos de Imprensa*.

A quantidade exata de óbitos registrados é de 500.022. Além disso, foram contabilizados, até o momento, 17.822.659 casos positivos da doença.

Segundo medição do Imperial College de Londres, a taxa de transmissão (Rt) do coronavírus no Brasil subiu esta semana e está em 1,07. Isso significa que cada 100 pessoas com o vírus infectam outras 107. Acima de 1, a situação é classificada como “fora de controle”. Quando fica abaixo de 1, a taxa indica tendência de desaceleração do contágio.

Ao longo desta semana, a média móvel diária de casos e mortes também voltou a subir. Na sexta-feira (18/6), o índice bateu a marca de 2 mil pelo terceiro dia seguido, e o país registrou o recorde de diagnósticos positivos computados em um único dia desde o início da pandemia: 98.135.

Em números absolutos, o Brasil segue como o segundo país com mais óbitos por coronavírus registrados, atrás apenas dos Estados Unidos — que esta semana superaram a marca de 600 mil vidas perdidas em decorrência da doença. A Índia aparece em terceiro, com 380 mil mortes.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

dezenove + 14 =