O vice-presidente eleito Geraldo Alckmin (PSB) disse nesta 5ª feira (3.nov.2022) que o atual presidente, Jair Bolsonaro (PL), mostrou-se disposto a colaborar com a transição. O chefe do Executivo perdeu a eleição para Luiz Inácio Lula da Silva (PT), companheiro de chapa do ex-tucano. A fala foi no TCU (Tribunal de Contas da União), onde se reuniu com ministros do órgão e políticos aliados. Antes, Alckmin havia ido ao Palácio do Planalto falar com os ministros Ciro Nogueira (Casa Civil) e Luiz Eduardo Ramos (Secretaria de Governo) sobre a transição. Ao final da conversa, foi recebido por Bolso…

Leia mais no texto original:
© 2022 Todos os direitos são reservados ao Poder360, conforme a Lei nº 9.610/98. A publicação, redistribuição, transmissão e reescrita sem autorização prévia são proibidas.

“Foi positivo. O presidente convidou, estávamos saindo já”, disse Alckmin no TCU. Questionado se recebeu os parabéns de Bolsonaro pela vitória nas urnas, não deu uma resposta direta. No Planalto, estavam também a presidente do PT, Gleisi Hoffmann, e o coordenador do programa de governo de Lula, Aloizio Mercadante. Porém, só Alckmin se encontrou com Bolsonaro. O vice-presidente eleito foi escolhido por Lula para ser o coordenador-geral da transição. Mercadante toca a parte técnica, como reunir dados de ministérios, enquanto Gleisi cuida das relações políticas com aliados. Estavam na reunião …

PODER360

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

treze − cinco =