O presidente Jair Bolsonaro aumentou o tom contra o senador Renan Calheiros (MDB-AL), a quem chamou de “picareta” e “vagabundo” durante viagem a Alagoas, Estado natal do Senador.

Em um discurso durante evento de entrega de casas, com uma plateia favorável, Bolsonaro afirmou que tem um “vagabundo inquirindo as pessoas” na CPI da Covid, e que aquilo que está acontecendo na comissão é “um crime”.

Está gostando da notícia? Fique por dentro das principais notícias Ativar notificações

 

“O recado que eu tenho para esse indivíduo é: se quer fazer show tentando me derrubar, não fará; só Deus me tira daquela cadeira”, afirmou Bolsonaro, repetindo uma frase que tem dito com frequência.

Na quarta-feira, enquanto o ex-secretário de Comunicação da Presidência Fábio Wajngarten estava sendo inquirido na CPI, o senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ), filho do presidente e que não é membro da comissão, foi a sala da CPI e chamou Renan de “vagabundo” ao criticar a ameaça do senador de mandar prender Wajngarten por mentir ao colegiado.

 

Mais tarde, Bolsonaro publicou em suas redes sociais o vídeo de Flávio e lembrou que Renan é investigado em seis inquéritos.

Terra

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × 3 =