Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

O presidente Jair Bolsonaro (PL) voltou a atacar o ex-juiz e ex-ministro da Justiça Sergio Moro nesta terça-feira (7/12). Em conversa com apoiadores na saída do Palácio da Alvorada, sem citá-lo diretamente, o chefe do Executivo imitou o modo de falar do pré-candidato à Presidência do Podemos, o chamou de “idiota” e disse que ele alega “ter solução para tudo”.

“Tem um idiota aí agora, não vou falar o nome dele: ‘Ah, comigo a economia vai ser inclusiva, sustentável…’. Esse cara passou aí um ano e pouco no meu governo, nunca abriu a boca em reunião de ministros. Sempre de boca fechada. Até que aconteceu a saída. Aconteceu um pouco tarde, mas aconteceu. Agora tem solução para tudo. Estando fora do governo, é fácil”, apontou.

Ontem à noite, Bolsonaro afirmou que o rival “não aguenta 10 segundos de debate”. Ele também disparou contra o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso (PSDB). “Ele se elegeu na onda do real do Itamar Franco. Daí ele comprou a (emenda da) reeleição”, disse o chefe do Executivo.

Bolsonaro ainda revelou sua meta de senadores aliados na próxima legislatura: 12. Questionado por uma simpatizante sobre quantos parlamentares os apoiadores deveriam eleger para o Senado, o presidente respondeu: “uma dúzia está bom”.

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

20 − 17 =