NOVA YORK — O valor do bitcoin, Maior criptomoeda do mundo, ultrapassou neste sábado os US$ 30 mil pela primeira vez em sua história. Por volta das 14h, o bitcoin valia US$ 31.502,77, de acordo com dados compilados pela agência Bloomberg.

O Bitcoin ultrapassou o limite de US$ 20 mil pela primeira vez em 16 de dezembro. No fim de novembro, a moeda alcançou uma nova máxima três anos após um pico anterior. Na semana anterior, a criptomoeda já ensaiava renovar o recorde, mas registrou forte desvalorização, chegando a tocar o nível de US$ 16.200.

“O apetite pelo risco” face a esta criptomoeda “continua indomável”, explicou Timo Emden, diretor da Emden Research, em nota de análise, que não descartou “novos recordes históricos” a curto prazo.

No final de outubro, o gigante dos pagamentos on-line Paypal lançou uma linha de compra, vendendo em bitcoins, o que impulsionou ainda mais essa moeda virtual.

Os fundos mútuos, que por muito tempo relutaram em enfrentar essa moeda cotada ao acaso, mudaram de ideia e também aumentaram a especulação.

“Muitos investidores privados ainda não ousam, estão à espera”, acrescentou Timo Enden.

Os analistas do JP Morgan alertam que “o uso do bitcoin por investidores tradicionais está apenas começando”, e até comparam sua ascensão com a do ouro, o valor tradicional de porto seguro.

O Bitcoin não está vinculado a nenhum ativo ou economia nacional. Criado por uma rede anônima em 2008, é totalmente descentralizado e, portanto, não depende de nenhuma instituição. Em troca, seu valor sofre altos e baixos vertiginosos.

Tudo começou 2017 com um valor inferior a mil dólares. Entre novembro e dezembro do mesmo ano, seu preço quadruplicou. Ao longo de 2018, caiu novamente, atingindo pouco mais de US$ 3 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

2 × 4 =