Os Estados Unidos consideram que o míssil que caiu em território da Polônia na terça-feira (15), matando duas pessoas, pode ter sido um erro estratégico de um sistema antimísseis da Ucrânia. A versão vem ganhando terreno nesta quarta-feira (16) e começa a colocar panos quentes nas tensões criadas entre a Rússia e países ocidentais por conta do episódio.

“Existe uma informação preliminar que contesta isso (a versão de que o míssil partiu da Rússia). Eu não quero afirmar isso antes de a investigação ser concluída, mas pela trajetória do míssil é pouco provável que ele tenha sido disparado da Rússia”, declarou o presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, após uma reunião de emergência com líderes do G20 em Bali, na Indonésia.

A fala de Biden foi elogiada pelo porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov e chamada de “reação comedida”.

Nesta manhã, o Ministério da Defesa russo voltou a negar que o míssil tenha sido disparado por suas forças.

“Nós concordamos em ajudar a investigação polonesa sobre a explosão perto da fronteira com a Ucrânia. Nós vamos tomar uma decisão coletiva sobre quais serão os próximos passos ao fim da investigação”, afirmou Biden.

Apesar de levantar a hipótese de o disparo contra a Polônia não ter sido feito pela Rússia, o presidente americano voltou a criticar o país por escalar as tensões na Ucrânia com vários ataques nesta terça. “Eles atacaram enquanto nós estávamos reunidos”, disse.

O míssil caiu em uma fazenda de grãos e deixou ao menos dois mortos no vilarejo de Przewodów, que fica no leste da Polônia, próximo à fronteira com a Ucrânia. De acordo com o governo polonês, a cidade foi atingida por volta das 15h40 no horário local (11h40, no horário de Brasília).

A Polônia é um país-membro da Otan (Organização do Tratado do Atlântico Norte), aliança militar formada em 1949 e que hoje conta com 30 países, incluindo EUA, Canadá, Reino Unido e França.

Os membros concordam em ajudar uns aos outros no caso de um ataque armado contra qualquer Estado membro. Na prática, um ataque a um país da Otan é considerado um ataque a todos os outros integrantes da aliança.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

seis + treze =