Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

A Prefeitura de Belo Horizonte fez uma série de recomendações para conter a propagação do coronavírus na cidade.

As novas condições gerais e de distanciamento estabelecidas pela prefeitura foram publicadas na edição desta sexta-feira (3) no Diário Oficial do Município.

Saiba quais são elas:

  • Todos os estabelecimentos e as atividades devem disponibilizar álcool 70% para os frequentadores, em pontos estratégicos e de fácil acesso, para higienização das mãos na entrada e na saída;
  • Recomenda-se que idosos, pessoas com comorbidades e pessoas não vacinadas usem máscara em ambientes abertos com aglomeração de pessoas ou em ambientes fechados;
  • Recomenda-se o uso de máscaras em ambientes fechados a exemplo de salas de aula, cinemas, teatros, elevadores e escritórios;
  • Recomenda-se que locais de espera e filas sejam organizados de forma a respeitar distanciamento de 1 metro entre as pessoas;
  • Recomenda-se que pessoas com suspeita de Covid-19 ou outros quadros gripais não frequentem locais públicos ou privados, devendo ser orientadas a procurar atendimento em unidade de saúde, sempre usando máscaras;
  • Os estabelecimentos públicos e privados têm a prerrogativa para estabelecer a obrigatoriedade do uso de máscara em seus ambientes.
  • Afixar cartazes informando sobre as medidas recomendadas para a higienização das mãos, o uso correto de máscaras e a etiqueta da tosse e do espirro.
  • Afixar cartazes sinalizando áreas comuns com recomendação sobre distanciamento de pessoas e medidas de prevenção da covid-19.
  • Restringir o uso de elevadores para 75% (setenta e cinco por cento) da capacidade.

Segundo a pasta, foi observada uma tendência de aumento da incidência de Covid-19 acumulada nos últimos 14 dias por 100 mil habitantes e, embora até o presente momento não se observe alteração no indicador relativo a letalidade da Covid, as mudanças nas regras são uma estratégia fundamental para o enfrentamento da doença no município.

No último boletim epidemiológico, divulgado pela PBH no dia 31 de maio, 84.178 pessoas foram contaminadas pelo vírus em 2022, 578 morreram.

A prefeitura disse que as medidas foram discutidas pelas equipes técnicas da Secretaria Municipal de Saúde e levam em conta a cobertura vacinal – que embora esteja acima das médias do país e do estado ainda não é a ideal – e os indicadores de morbidade e mortalidade pela doença.

Máscaras nas escolas

A prefeitura também encaminhou um ofício para a Secretaria Municipal de Educação, recomendando o uso de máscaras nas escolas públicas e privadas, especialmente nas salas de aulas.

Mas caberá às escolas a prerrogativa de estabelecer ou não a obrigatoriedade do uso das máscaras em seus ambientes.

“A variante ômicron continua circulando de forma predominante na cidade e possui como característica a capacidade de causar reinfecções, mesmo em pessoas já vacinadas, e embora os casos tenham menor gravidade, a adoção das medidas não farmacológicas segue sendo indispensável para a prevenção da Covid-19”, informou PBH em nota.

g1 Minas — Belo Horizonte

Compartilhe e nos ajude a continuar com o projeto

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

cinco × um =