Os boletins diários, publicados pela Secretaria de Estado da Saúde (SES-PB), têm trazido número de casos novos, internações e mortes por Covid-19 cada vez menores em relação aos meses anteriores na Paraíba. Para o secretário Geraldo Medeiros, isso se deve a uma “barreira vacinal” construída com o avanço da vacinação.

Uma das preocupações das autoridades sanitárias era com a chegada da variante Delta ao Estado, que tem alto grau de transmissibilidade e trazido mais gravidade em não vacinados e/ou em idosos. Por conta disso, o Ministério da Saúde liberou a aplicação da dose de reforço (terceira dose) para o público de idosos. A Paraíba prevê início dessa imunização de pessoas acima de 60 anos e dos profissionais de saúde na próxima semana.

“A principal causa é o avanço da vacinação. Temos hoje aí 4,8 milhões de paraibanos que já receberam a primeira dose ou a primeira e a segunda dose e barreira vacinal contribuiu para que tenhamos esse declínio de casos novos diários, de hospitalizações e também, felizmente de óbitos”, revelou, em conversa com o ClickPB, o secretário de Estado da Saúde, Geraldo Medeiros.

De acordo com os dados do Sistema de Informações SI-PNI, pelo menos 2.727.991 pessoas tomaram a primeira dose, que corresponde a 67,21% da população vacinável. Enquanto a população com o ciclo de imunização completo ou com a dose única (da Janssen/Jonhson&Jonhson) foram 1.410.048 pessoas, o que representa 34,74% da população da Paraíba.

Confira o vacinômetro na Paraíba

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

três × 1 =